01.11.2016

Notícias

Fim do Vine: Twitter vai desativar o app nos próximos meses

vd

O Twitter anunciou, na última quinta-feira (27/10), que vai encerrar o Vine nos próximos meses.

“Desde 2013, milhões de pessoas usaram o Vine para rir de loops e ver a criatividade aflorar. Hoje, estamos compartilhando a notícia de que nos próximos meses vamos descontinuar o aplicativo móvel”, anunciaram as companhias em um blog post.

Um comunicado feito no Twitter informou que haverá uma reestruturação na empresa, na qual demitirá 9% da força de trabalho e aplicará outras medidas de redução de custos.

Nenhum vídeo será removido imediatamente, e os usuários poderão acessar e baixar todas as suas produções. O Vine ainda disse que vão trabalhar com os criadores para responder todas as perguntas.

Algumas razões que levaram à queda do aplicativo móvel estão sendo especuladas. Algumas delas envolvem decisões de produtos internos e conflitos de estratégia entre a empresa-mãe e a Vine. Outras dizem que o app sofreu com a competição de outras plataformas crescentes, como Instagram e  Snapchat, que são um pouco mais fáceis de usar e executam mais rapidamente as melhorias do produto.

Houve pouca integração entre Vine e Twitter. Na verdade, observando o aplicativo hoje, parece que o Periscope é talvez mais integrado do que o Vine já foi. O Periscope alinha-se mais com a nova estratégia do Twitter ao vivo e como a “rede de notícias do povo.

O Vine foi fundado por Rus Yusupov, Dom Hofmann e Colin Kroll em junho de 2012. O trio escolheu vender a empresa para o Twitter apenas alguns meses após o lançamento.

Relacionados