02.02.2017

Marketing Digital

Email Marketing: como aumentar as taxas de abertura e de cliques

email marketing

Apesar de muitos dizerem que o Email Marketing está ultrapassado, ele evoluiu bastante nos últimos anos e continua sendo uma das melhores formas de atingir sucesso. O ponto é que o Email Marketing nunca deixou de funcionar, isso só acontece quando não é utilizado da forma correta.

Atualmente, não dá mais para encher a caixa de entrada das pessoas com propaganda sobre os seus produtos. O consumidor não quer mais isso. Ele quer receber apenas mensagens que contribuam para a sua vida, que sejam significativos.

O Email Marketing continua mostrando o seu valor e o seu crescimento como uma das principais estratégias de relacionamento e venda no Marketing Digital, e a mensuração de interações com esse canal é um dos principais fatores que mostram essa importância. A ferramenta permite análises assertivas e testes conclusivos. Através das taxas de abertura, resposta, CTR e conversão dos seus emails, é possível identificar se algo não está funcionando.

Além desses fatores, um email é a coisa mais simples e fundamental que alguém pode ter na internet. O fato de quase todo mundo ter um smartphone faz o email ganhar ainda mais força. Com ele, é possível obter uma atenção exclusiva, diferentemente do que acontece nas redes sociais onde o volume de informações paralelas – e consequentemente a distração – é muito maior.

O relacionamento consistente, seja compartilhando informações ou ajudando a responder dúvidas e resolver problemas, cria laços de confiança e profissionalismo. Com envios segmentados e relevantes, sua empresa é capaz de engajar os consumidores em torno da sua marca, mantê-los informados sobre seus conteúdos e fazê-los avançar no funil de vendas até a compra.

Vamos dar algumas dicas que podem ser implementadas na estratégia de email marketing para que os índices tenham um desempenho cada vez melhor.

Construa sua lista de emails

Construir uma lista de emails de qualidade é o primeiro passo para uma estratégia qualificada. Nunca compre listas prontas, pois você estará arruinando sua reputação e afastando potenciais clientes que poderiam chegar até você pelos meios certos. A chance de conseguir algum retorno com esse investimento é mínima, pois seus emails serão enviados para pessoas que não querem recebê-los e, provavelmente, nem conhecem sua empresa, produto ou serviço.

As listas prontas também trazem muitos endereços falsos, inexistentes, com erros de digitação, que indicam aos provedores que você está praticando spam. Construir uma lista de emails de qualidade demanda tempo e esforço. Porém, é melhor ter uma base menor, mas qualificada, do que ter vários emails, mas muitos inúteis.

Para capturar seus leads da forma correta utilize formulários, ofereça materiais para download, crie assinatura de newsletter, entre outros.

Segmente sua lista

Você deve prestar muita atenção à segmentação e qualidade da sua lista de emails. Sem um mailing direcionado especificamente para aquilo que você precisa, a qualidade do trabalho inevitavelmente será afetada. Por mais que você tenha produzido um bom conteúdo, não são todos os contatos da sua base que vão querer recebê-lo. É preciso ter em mãos leads minimamente qualificados, seja com o perfil que você precisa, as necessidades, condição financeira, localização geográfica, etc.

Segmente o máximo possível suas listas de acordo com a sua campanha. E limpe sua base, excluindo aqueles destinatários que não estão consumindo sua informação. Embora você reduza o número de pessoas que recebe determinado envio, a possibilidade de eles serem abertos aumenta muito, pois você produzirá mensagens personalizadas, que realmente interessam.

Crie um título atrativo

O título ou assunto do email deve ser atrativo e realmente chamar a atenção. Essa é a primeira coisa que será vista pelo usuário que o receber na caixa de entrada, então é o que deve ganhar sua atenção para fazer com que clique no conteúdo que você enviou.

Com a grande quantidade de mensagens que recebemos, é normal apenas bater o olho no assunto do email e decidir rapidamente se ele será aberto ou não. O recomendado é que você explore valores como curiosidade e relevância, além de deixar claro o porquê daquele email ser interessante para a pessoa.

Além disso, os provedores têm uma limitação em torno de 55 caracteres; no smartphone, são 47. Então, nem adianta ser muito longo, pois nem irá aparecer por completo. Uma maneira ótima de despertar atenção é chamar o usuário pelo seu nome. Assim, ele também se sente único, e você cria proximidade no relacionamento.

Faça um conteúdo relevante

Sem um bom conteúdo, não tem como sua empresa ter uma estratégia de marketing digital de sucesso, que atraia mais clientes e gere mais negócios. Os usuários estão cada vez mais críticos e exigentes, por isso é essencial que você dê uma atenção especial ao material que está enviando à sua base.

É preciso cumprir o que prometeu no título. De nada adianta fazer um título chamativo e criativo, se o corpo do e-mail não cumprir a promessa. Se a pessoa abre o e-mail, ela espera que sua expectativa seja atendida ou superada. Se não, ela ficará frustrada e sua marca sairá com a imagem manchada.

O conteúdo é que vai determinar a qualidade da sua mensagem. Por isso, analise se o que você está disparando para as suas listas é, de fato, importante e interessante. Se você for capaz de criar um texto persuasivo, que se conecte com as necessidades do seu lead, conquistará sua confiança. Crie proximidade com o seu texto, fale de coisas com as quais a sua persona se identifique. Se não ficar claro o benefício para o leitor, seu email não alcançará o objetivo.

Saiba quando enviar os emails

A jornada de compra do consumidor varia de acordo com o negócio. Na nutrição de leads, o que determina a frequência de envios é o cruzamento entre o ciclo de vendas (desde quando era visitante até se tornar cliente) e o tempo que uma pessoa precisa para absorver os conteúdos do último e-mail.

Também não adianta finalizar o conteúdo e encaminhá-lo para a sua base a qualquer hora. Seu público pode não estar o dia todo na internet e checando a caixa de entrada. Então, primeiramente, conheça o comportamento dessas pessoas e tente identificar em que momentos a abertura é maior.

Para criar um relacionamento duradouro, fiel, com confiança, é preciso paciência. Em vez de sair enviando emails sem propósito, dedique-se ao planejamento, que serve para definir o objetivo final e o caminho até ele. Não deixe de fazer testes e analisar as métricas.

Escolha um design e um template

Escolher um template inteligente e criar um layout bonito é uma tarefa importante para o sucesso da sua campanha de Email Marketing. É importante que você estabeleça uma comunicação visual contínua. Para que seus contatos, ao abrirem seus emails, vejam rapidamente de qual empresa se trata e qual conteúdo está trazendo.

Por mais que o conteúdo seja incrível, se o design não for agradável aos olhos, o usuário vai descartar sua mensagem. O ideal é mesclar blocos de textos e imagens – o que também torna o email mais leve e agradável visualmente. Simplicidade é a chave para focar a atenção do usuário no que você deseja.

Pense no mobile

Procure sempre ter emails responsivos, para que todos possam acessar o conteúdo sem problemas. Não complique a vida do usuário com letrinhas pequenas e botões impossíveis de serem clicados. Imagens, textos e botões devem se adaptar ao tamanho da tela, seja ela qual for.

Pense também em quem não possui uma conexão tão boa ou quem opta por não abrir imagens. Tenha uma versão em texto para evitar que o usuário simplesmente não consiga acessar o conteúdo.

Relacionados